domingo, 8 de novembro de 2009

Sétimo dia

Hoje foi mais light. Louvre e uma caminhada na Bastille. Mas foi o suficiente para nos deixar ainda mais cansados (se é que isso é possível).

Saímos umas 11hs para o Louvre. Como era de se esperar, muita gente e muitas filas. Mas até que a fila andou rápido novamente. Hoje não teve descontinho camarada e todo mundo pagou 9 euros para entrar.

Nada do que eu disser do Louvre fará jus à grandeza dele. Se me dissessem que tudo que foi pintado até hoje está lá, eu acreditaria... É muita coisa! Não só pinturas, como esculturas, atiguidades gregas, egípcias, etruscas, romanas... É impressionante.

La Joconde (La Gioconda, Monalisa) no meio de tanta coisa fica até sem graça (muito, até). A parte que mais me encantou foi a das antiguidades egípcias. Óbvio que aquilo tudo lá deveria estar no Egito, mas quem não se impressionar com o acervo do museu que atire a primeira pedra. As esculturas francesas e os aposentos de Napoleão III também são um show à parte.

Sobre a contenda Louvre-Egito, vale a pena dar uma olhada nessa notícia (dica de Fred).

Tentamos visitar todas as obras destacadas no mapa entregue na entrada no museu. Monalisa, como eu já tinha dito, Vênus de Milo, algumas estátuas egípcias e alguns sarcófagos, o Código de Hamurabi, os aposentos de Napoleão III... Andamos dentro do museu tanto quanto andamos nas ruas parisienses nos dias anteriores. Ainda assim, deixamos de visitar o 2º piso e milhares de coisas nos outros pavimentos.

Saímos por volta de 15:30 procurando algum lugar para almoçar. Próximo ao museu os restaurantes eram bem caros. Apesar da fome, valia a pena bater perna mais um pouco e procurar algo mais em conta. Havia muitos restaurantes fechados. Na realidade, na área onde estávamos procurando algum lugar para comer, Paris parecia ter sido evacuada. Acabamos encontrando um lugar bem aconchegante com Formule (entrada + prato) por 16,50 euros. Benditas sejam as Formules de Paris.

Depois fomos procurar outro lugar mais animadinho porque a região do Louvre estava muito paradona. Tínhamos lido que as regiões mais animadas durante a noite são Marais e Bastille. Fomos para Bastille. Não deu para conferir se a noite fervilha mesmo porque chegamos muito cedo. Há muitos cafés, mas nada assim tão animado às 18hs. Paramos num café bem simpático na praça da Bastille, tomamos um chocolate e seguimos de volta para o hotel.

Caminhando para o hotel, passamos em frente a um café que estava cheio de gente. Meu irmão, O INCANSÁVEL, disse que ia patrocinar um vinho. Nós não poderíamos rejeitar o convite, seria muita desfeita. Fechamos a noite com um bom vinho e um tal de um queijo chamado Saint Nectaire. O melhor que já comi.

Aualizações:

- Sim, as francesas usam tênis (quando fazem corrida);
- Ainda há sacolinhas de plástico (mas são biodegradáveis).

Amanhã o plano é Musée de L'Armée e cemitério do Père-Lachaise.




Louvre bombando
A famosa (a de trás)
E agora? Para onde vamos?
Muito gutchi gutchi esse gordinho do México.
Coroação de Helder I
"Deuses
Divindade Infinita Do Universo
Predominante
Esquema Mitológico
A Ênfase Do Espírito Original
Exu
Formará
No Eden Um Novo Cósmico..."

"...A Emersão Nem Osíris Sabe Como Aconteceu
A Emersão Nem Osíris Sabe Como Aconteceu...."

"...A Ordem Ou Submissão
Do Olho Seu
Transformou-se
Na Verdadeira Humanidade..."

"...Epopéia
Do Código De Gerbi
E Nuti
Gerou As Estrelas..."

"...Osiris
Proclamou Matrimônio Com Ísis
E o mal Seth
Hiradu Assassinou..."


"...Eu Falei Faraó
êeeee Faraó..."


"...É Que Mara Mara
Maravilha Ê
Egito Egito Ê
Egito Egito Ê..."

Parou a brincadeira... vamos voltar para as legendas sérias. Esse peitudinho aí é famoso.
Babuínos do Egito
Gatinhos mumificados

Estátua de Ramsés sentado
Impinge do Egito, que fica perto das piranhas do Egito

"Venus de Milo in her half-baked shell
Understood the nature of love very well..."

Essa caminha de mármore parece bem confortável

Pausa para o descanso no Louvre

Código de Hamurabi

Sala de jantar de Napo III
Salinha onde Napo III recebia os mais chegados
Aperta que cabe
Soup à l'oignon (muito boa sempre!)
Bastille à noite
O café das Bastille onde tomamos o chocolate
Fim de linha. Estado de prostração.

4 comentários:

Wesley Teixeira disse...

Não conheci a sala dos manos do Napo. Massa! :o)

Tércia disse...

kkkkkkk, as legendas de hoje foram as mais legais! Ri muuuito :)

Tania disse...

ihuuuuuuuuuuuuuuuuu...
Tô gostando de ver hein!!! "trai´z mais fotos pra nois"
pior que tem umas fotos q dá pra ver o "estado de prostração" kkkkkkkkkkkk...mas o prazer e a satisfaçao, vale a pena todo o esforço!! Força ai gentiii!!
eu tava à imaginar aqui, do jeito q sou mole para caminhar, ñ faria metade do percurso q vcs estão fzendo qdo eu for à Paris.(ñ custa caro sonhar né) rsrsrsrs
ah adorei, os comentes das fotos...ri pacas dessa moça que está narrando ela leva jeito!!!kkkkkkkkkkkk
Belle, Imagino o qto os bebês ficam fofos com essas roupitas de frio!!!deve ser uma gostosura para abraçar né!!
kisses

Marcia disse...

Belle, eu jurava que na foto dos "gatinhos mumificados" o da direita era o E.T. do filme :P (telefone-minha caaaaaaasa :P)
Tô adorando ver o blog com as notícias da viagem!!!
Vou anotar todas as dicas ;)
Beijão no trio maravilha!!!

Marcinha